Tio Sam News



Blog de notícias e curiosidades

Links úteis para: Mapas, Jornais, Televisão, Radios , Correio, CPF, CNPJ, IR, Certidão Antecedentes, Pequisas, Resultado Loteria, Livros, IPVA, Tradutor, Bancos, Bíblia, MSN, ORKUT, YouTube, Musica, Videos, Temperatura. Noticias de todos os assuntos e de todos os lugares do mundo e muito, muito mais...

Bem vindos as novidades

Tradutor on Line do Blog



Últimas Notícias do Portal G1

terça-feira, 31 de março de 2015

Swissleaks - Bico calado

SwissLeaks: Políticos ligados a PT, PSDB, PMDB, PDT, PP e PTC aparecem na relação de brasileiros com contas no HSBC

Entre as 6,6 mil contas ligadas a 8.667 clientes brasileiros constam figuras relacionadas ao PT, PSDB, PMDB, PDT, PP e PTC.

Entre cerca de 700 políticos da atualidade, o UOL e O Globo afirmam que apenas cinco possuem ou já possuíram contas no HSBC da Suíça. os dois veículos – que detêm exclusividade na apuração do caso SwissLeaks relacionado a brasileiros 

Ou seja, o vazamento das informações coletadas pelo ICIJ e a seleção dos nomes e valores que brasileiros guardam ou guardaram na Suíça está sendo feito por duas das maiores empresas de comunicação diretamente interessadas nos desdobramentos políticos do caso, e  que divulgam os nomes sob o critério do “interesse público”: o que é decidido subjetivamente por eles.

A lista vai além de figuras como Armínio Fraga (ex-presidente do Banco Central do governo FHC), Lily Marinho (viúva de Roberto Marinho), Luis Frias (do grupo Folha de São Paulo), além de artistas globais. 

Ou seja, a Folha, o Jornal Nacional e a Rede Globo não tem interesse nenhum em te manter informados de fato sobre a lista de fato. 

De acordo com a relação há pelo menos 11 pessoas ligadas a esses seis partidos. Estão listados o empresário bilionário e suplente de senador Lirio Parisotto (PMDB-AM), o integrante da Executiva Nacional do PSDB Márcio Fortes, o vereador Marcelo Arar (PT-RJ), o ex-prefeito de Niterói Jorge Roberto Silveira (PDT) e um assessor, o presidente nacional do PTC, Daniel Tourinho, e duas irmãs do deputado federal Paulo Maluf (PP-SP).

Dos mencionados, o que possuía mais dinheiro no banco na Suíça era Parisotto, com um saldo de quase US$ 46 milhões entre 2006 e 2007 em cinco contas. Nenhuma delas consta na declaração de bens prestada à Justiça Eleitoral, de acordo com Rodrigues. 

Por outro lado, Tourinho, hoje líder do PTC, foi o fundador do Partido da Juventude, que viria a se tornar o PRN, sigla pela qual Fernando Collor de Mello seria eleito presidente da República. Justamente no ano do impeachment, em 1992, Tourinho teve contas no HSBC por um período curto de alguns meses. 

Tucano que chefiou BNDES não declara conta em HSBC da Suíça

Entre os nomes de políticos citados nas contas secretas do HSBC na Suíça consta o do empresário Márcio Fortes, primeiro vice-presidente do PSDB-RJ; ex-tesoureiro de FHC e José Serra, ele nunca declarou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) a existência de suas três contas internacionais; em 2000, ele foi a pessoa física que mais doou ao partido; durante a campanha de Serra à Presidência, em 2002, Fortes usou notas frias e o PSDB chegou a ser multado em R$ 7 milhões; o político tucano também foi capa da revista Exame, como o presidente do BNDES que incentivava as privatizações.

Setor elétrico é investigado na Operação Lava-Jato, diz procurador
Haveria indicativos de cartel em obras federais de energia, nos mesmos moldes do esquema de propina da Petrobras

PT pede afastamento de executivos do Metrô/SP

Em nota, o presidente do PT-SP, Emídio de Souza, pediu o afastamento dos executivos Paulo Celso Mano Moreira da Silva e Ademir Venâncio de Araújo, ambos envolvidos no escândalo do cartel dos trens em São Paulo; Mano foi também citado no chamado "Swissleaks", como titular de uma conta no HSBC; "O Diretório Estadual do PT-SP entende que a gravidade dos fatos divulgados pelo Consórcio Internacional de Jornalismo Investigativo (ICIJ), que através de documentos aponta a existência das contas secretas na Suíça, exige apuração profunda sobre o caso", diz a nota

Descobertas na Suíça contas secretas de celebridades brasileiras
Celebridades como Claudia Raia, Jô Soares, Marília Pera e Maitê Proença estão entre titulares de contas secretas no banco HSBC

Fica evidente a tentativa dos jornais de vincular de alguma forma o recebimento via Lei Rounet, nos anos de governo petista, com as contas na Suíça.

A atriz Claudia Raia, segundo os registros do HSBC, teve uma conta na agência de Genebra, número 34738 ZES, de 3 de maio de 2004 a 5 de novembro de 2006. Era um depósito em conjunto com seu então marido, o também ator Edson Celulari.

E ainda há mais duas atrizes nos arquivos do HSBC: Marília Pêra e Maitê Proença. A empresa da atriz Marília Pêra captou R$ 100 mil via Lei Rouanet para montar e divulgar uma peça com a própria Marília em cartaz, que estreou em 2002. A atriz Maitê Proença está nos arquivos do SwissLeaks vinculada à conta 15869 HP, aberta em 17 de abril de 1990 e ativa em 2006/2007, quando os dados foram extraídos do HSBC. O saldo era de $585 mil.

Jô Soares está no acervo de dados vazado do HSBC identificado como ator, jornalista, escritor e animador de televisão em canais de TV no Brasil. Ele aparece relacionado a 4 contas no HSBC de Genebra, todas já encerradas em 2006/2007. Os cineastas Andrucha Waddington e Hector Babenco, o empresário mentor do Rock in Rio, Roberto Medina, o ator Francisco Cuoco e a família do músico Tom Jobim são outros nomes citados na reportagem.

Várias personalidades ligadas ao futebol brasileiro aparecem na lista de contas do banco britânico HSBC na Suíça, informa a mídia brasileira.

De acordo com a ESPN, trata-se dos agentes Reinaldo Pitta, Eduardo Uram e Richard Alda, e também dos empresários Renato Tiraboschi e Octavio Koeler. Estes últimos foram sócios do ex-presidente da Confederação Brasileira do Futebol (CBF), Ricardo Teixeira. Eles também têm representado a CBF como intermediadores.

Já Uram representa o lateral direito Léo Moura, ex-Flamengo e agora, membro de um time nos EUA. Pitta é famoso por ser o primeiro a revelar Ronaldo Nazário, e atualmente atua para o goleiro do Flamengo, Paulo Victor, e para o atacante corinthiano Emerson Sheik. Alda está agenciando o volante Arouca, do Palmeiras.

Servidores públicos e de concessionárias aparecem em lista do caso Swissleaks

O delegado que aparece na lista analisada por O Globo, hoje empresário do ramo de segurança, é Miguel Gonçalves Pacheco e Oliveira. O saldo de suas contas está calculado em US$ 194,9 milhões.

Os outros servidores são um inspetor de polícia, um engenheiro da Secretaria Municipal de Obras do Rio de Janeiro, um conselheiro da concessionária do Aeroporto de Cabo Frio e um ex-diretor da antiga concessionária de metrô do Rio, a Opportrans.
O outro policial encontrado nas planilhas do HSBC é o inspetor de polícia Fernando Henrique Boueri Cavalcante, que está aposentado há dois anos. Em 2006/2007, segundo apontou O Globo, ele tinha um saldo de US$ 697 mil.

Mauro Chagas Bonelli, servidor da Secretaria de Obras do Rio de Janeiro, aparece relacionado a uma conta numerada aberta em 1999 e que fechou os anos pesquisados de 2006/2007 com saldo de US$ 105 mil.

O conselheiro da Costa do Sol, concessionária que administra o Aeroporto de Cabo Frio, Murilo Siqueira, teve duas contas numeradas no HSBC suíço, conforme apontou o jornal. Uma esteve ativa em 2003 e foi encerrada no mesmo ano. A outra, em 2006/2007, tinha saldo de US$ 895 mil. Siqueira foi presidente da Flumitrens.

Quem também apareceu na lista, de acordo com a apuração de O Globo, foi Hamilton de Souza Freitas Filho, que foi diretor administrativo e financeiro do Consórcio Opportrans. Em dezembro de 1997, o Opportrans adquiriu, na Bolsa de Valores do Rio, o direito de explorar o serviço metroviário da capital fluminense.

O nome dele está relacionado a uma conta numerada aberta em setembro de 1989 e que, em 2006/2007, tinha um saldo de US$ 10,2 milhões.

Coaf confirma acesso à lista de brasileiros no HSBC

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) confirmou ter recebido, em outubro, lista do Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (CIJI) com o nome de 342 brasileiros que tiveram ou mantinham contas no Banco HSBC na Suíça.

Em depoimento à CPI do HSBC, no Senado, o jornalista do portal Uol Fernando Rodrigues, acusou o Coaf e a Receita Federal de omissão em relação a nomes compartilhados pelo CIJI. Segundo a denúncia, cerca de 8,7 brasileiros movimentaram cerca de US$ 7 bilhões no HSBC na Suíça.

O próprio  Fernando Rodrigues, porém, também foi acusado de reter informações que apontavam que barões da mídia, como Octavio Frias de Oliveira, ex-proprietário da Folha de S. Paulo, e Lili Marinho, e viúva do jornalista Roberto Marinho – ambos já falecidos – mantinham contas no HSBC.

Cinco auditores estão na lista de contas secretas do HSBC na Suíça 

Na relação dos brasileiros que em 2006 e 2007 tinham seus nomes relacionados a contas numeradas no HSBC da Suíça aparecem pelo menos cinco auditores fiscais, quatro da Receita Federal e uma da Receita Estadual do Rio de Janeiro.

Ter uma conta bancária na Suíça ou em qualquer outro país não é ilegal, desde que seja declarada à Receita Federal. São os auditores do órgão que têm a responsabilidade de fiscalizar o cumprimento desta obrigação.

Zelotes: Gerdau, RBS afiliada da Globo, Bradesco, Santander, Pactual, Petrobras, BRF são investigados.

Zelotes: Gerdau e RBS, afiliada da Globo, são principais alvos, diz jornal 
A siderúrgica e o grupo de comunicação são suspeitos de corromper funcionários públicos para não pagarem impostos devidos

Bradesco, Santander, Pactual, Petrobras, BRF também são investigados na Operação Zelotes 

Desvios na Operação Zelotes podem superar os da Lava Jato
Investigação já apurou prejuízo de R$ 5,7 bi aos cofres públicos, contra R$ 2,1 bi da Lava Jato

A siderúrgica Gerdau, uma das 50 maiores companhias do Brasil, e a RBS, afiliada da Rede Globo no Rio Grande do Sul, são as empresas contra as quais há mais indícios de irregularidades investigados no âmbito da Operação Zelotes da Polícia Federal. A informação é do jornal Folha de S. Paulo. Deflagrada na quinta-feira 26, a Operação Zelotes apura a existência de um esquema responsável por causar o sumiço de débitos tributários, uma forma de desfalcar os cofres públicos. Até aqui, já foi confirmado um prejuízo de 6 bilhões de reais, que pode chegar a 19 bilhões, valor maior que o investigado inicialmente na Operação Lava Jato.

De acordo com a Folha, os investigadores responsáveis pela Zelotes teriam indícios consistentes contra 11 empresas: os bancos Santander e Safra; as montadoras Ford e Mitsubishi; as companhias Cimento Penha, Boston Negócios, J.G. Rodrigues, Café Irmãos Julio e Mundial-Eberle; além da RBS e da Gerdau. Segundo o jornal, o Ministério Público considera ter "indícios fortes" contra as duas últimas empresas.

Bancos teriam pagado propina para anular multas com Receita
Grandes empresas também estariam envolvidas no pagamento de suborno

Bancos e empresas de grande porte suspeitos de negociar ou pagar propina para pagar débitos com a Receita Federal no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) estão sob investigação, de acordo com reportagem publicada neste sábado pelo jornal Estado de S. Paulo

Procurador vai pedir fim do sigilo na Operação Zelotes, conforme jornal

O procurador do Ministério Público Federal Frederico Paiva, um dos responsáveis pela Operação Zelotes, que apura fraudes em processos julgados pelo Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), vai pedir ao juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara Federal, que reconsidere a decisão que decretou o sigilo das investigações, conforme matéria publicada no site do jornal O Globo neste sábado. Bancos, empresas e conselheiros do Carf estão entre os investigados.

— Alguns investigados já tiveram amplo acesso à investigação, é um direito deles. Vou pedir ao juiz que reconsidere a decisão que decreta o sigilo. Ela abre espaço para o vazamento seletivo. A transparência é sempre o melhor (critério), a sociedade tem o direito de saber o que está sendo feito com o seu dinheiro — afirmou, conforme o jornal.

Como é de praxe, nenhuma empresa assumiu irregularidades com a  Receita Federal.

terça-feira, 10 de março de 2015

Morador surdo é surpreendido pela vizinhança ao aprenderem a língua de sinais

Assista a este vídeo que mostra um dia normal de um homem com deficiência auditiva, quando de repente, todo mundo que encontra começa a usar a linguagem de sinais. 

Hearing Hands - Touching Ad By Samsung


Muharrem, um homem em Istambul, Turquia com perda auditiva, torna-se agradavelmente surpreendido quando ele começa seu dia andando pela rua com sua irmã quando um homem usa a linguagem de sinais para simplesmente dizer: "Bom dia." Foi um gesto simples que era tão inesperado que Muharrem realmente virou-se para olhar para trás. 

Em seguida, Muharrem e sua irmã são recebidos em uma padaria com um empregado recebê-los usando a linguagem de sinais, "Nós temos pães quentes", usando a linguagem de sinais. Ele sorri para sua irmã, claramente satisfeito com a interação social que ele normalmente não está acostumado. Então, em uma área externa de um mercado, um cliente finge derrubar acidentalmente o fruto que ele acabou de comprar. Muharrem e sua irmã ajudá-lo a recolher o fruto caiu. Ele demonstra a sua gratidão dizendo: "Eu gostaria de lhe oferecer uma maçã", com os gestos de suas mãos. Muharrem agora está perplexo e pergunta à sua irmã se ela conhece o homem. Em seguida, ele pergunta a ela se ele tem problemas de audição. O vídeo mostra o seu dia enquanto interações do acaso, como uma colisão acidental, são atendidas com a língua de sinais.

Neste ponto, torna-se claro para a maioria dos telespectadores quanto a comunicação durante o dia vai desvalorizado por aqueles com audiência completa. Todo o filme foi criada em conjunto com a Samsung Turquia para promover o seu centro de chamada de vídeo de acordo com a Digital Synopsis.

"Para promover o seu call center vídeo para as pessoas com problemas de audição, Samsung Turquia veio com esta campanha e criou este anúncio maravilhoso. Intitulado 'Mãos audição », o local mostra um dia (feito especial) na vida de Muharrem, um companheiro regular, simpático que tem uma perda auditiva. Enquanto ele fala sobre sua rotina, Muharrem é agradavelmente surpreendido ao ver estranhos ao seu redor, usando a linguagem de sinais para se comunicar com ele e fazer o seu dia mais fácil. Quando ele descobrir por que e como, as reações são inestimáveis. "

Eventualmente, a par de se aproximar de um enorme quiosque vídeo na rua onde uma mulher está falando diretamente para Muharrem e explica que seu dia foi planejado pela Samsung para demonstrar a importância do seu novo centro de chamada de vídeo para os deficientes auditivos.

"Porque um mundo sem barreiras é o nosso sonho também."

Neste ponto ele já está tomado pela emoção. Assista ao vídeo você mesmo, e deixe-nos saber como você se sentiu sobre a manhã rica linguagem de sinais Samsung organizado que Muharrem provavelmente nunca irá esquecer. 

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Guilherme Forman Murray 12 anos - exemplo de carater no esporte

Um menino de caráter

Juca Kfouri (e TSN)
Patrocine o atleta: http://www.soudoesporte.com.br/athletes/566
Guilherme Forman Murray tem 12 anos (05/06/2002) e está disputando o Campeonato Panamericano de Esgrima pelo Brasil, em Aruba, no Caribe, numa categoria (13Inf), espada, dois anos acima de sua idade.

Hoje ele foi eliminado nas oitavas de final.

Perdeu de 10 a 9.

Mas só porque quis.

Ele ganharia o jogo.

O árbitro deu o toque em favor dele.

O Guiga foi ao árbitro e disse que havia um engano, que ele não havia tocado o adversário.

O árbitro tirou-lhe o ponto.

O menino deixou as pessoas impressionadas com seu espírito olímpico.

Um garoto, no meio dos grandes , que poderia estar entre os oito melhores da América, vai ao árbitro, comunica o erro e é eliminado da prova por sua atitude, ao recusar um ponto que não era dele.

Também fruto dos ensinamentos de ética no esporte que os Mestres Régis Trois, Ricardo Ferazzi e Carla Evangelisti professam na sala de esgrima do Club Athletico Paulistano.

Antes de formarem atletas, se preocupam em formar pessoas de caráter.

Hoje Guilherme Murray, campeão brasileiro, sul-americano, e de tantos outros torneios nacionais e internacionais, saiu de Aruba mais campeão do que nunca.

Nome
Guilherme Forman Murray
Data de nascimento: 05/06/2002
Local de nascimento: São Paulo-SP
Nome de competição: MURRAY
Entidade desportiva: Club Athletico Paulistano
Mestre/Técnico: Régis Trois
Arma: Florete
Categoria: Infantil
Lateralidade: Destro
Pratica esgrima desde 2011
Associado desde 2014


Resultados 

2014
3º colocado no campeonato sulamericano infantil de florete – Buenos Aires

2013

Medalha de Bronze no Campeonato Sulamericano Infantil
Campeão Brasileiro de Espada
Campeão Brasileiro de Florete
Campeão do Torneio Internacional Mario Queiroz – Espada
Campeão do Torneio Internacional Mario Queiroz – Florete
Campeão do Torneio Internacional Intercolegial do Chile, Espada
Vice Campeão do Torneio Internacional Intercolegial do Chile, Florete

(video acima)10 Lugar no Campeonato Panamericano, Florete, Costa Rica

2012

Campeao Sulamericano Infantil
Medalha de bronze no campeonato Internacional Intercolegial da Argentina, Espada
Medalha de Bronze no Torneio Internacional Mario Queiroz – Espada
Medalha de Bronze no Torneio Internacional Mario Queiroz – Florete
Vice Campeao Brasileiro de Florete

Video: 

Campeao Sulamericano - 11.05.12



Conheçam o Pai deste atleta nesta  entrevista concedida ao programa "Juca Entrevista", em 2008, sobre o olímpismo brasileiro, e saiba de onde vem a inspiração do jovem:
Parte 1



Parte 2


Pesquisa: tiosamnews
Foto: http://www.csasp.g12.br/conteudo/acontece/news/esgrima/Default.aspx
Fonte Original: http://blogdojuca.uol.com.br/2014/08/um-menino-de-carater/